Planejando sua viagem para Cinque Terre

cinque_terre_vernazza

Atual menina dos olhos do turismo na Itália, Cinque Terre – ou em português, cinco terras – chama atenção pelo encontro quase perfeito entre beleza e simplicidade. Cheio de casinhas coloridas de pescadores instaladas em altas rochas que se encontram com o mar, o local é composto por cinco vilarejos, que se estendem ao longo de 18 quilômetros: Monterosso al Mare, Vernazza, Corniglia, Manarola e Riomaggiore.

Um dos lugares mais românticos da Itália, a região da Ligúria está sempre cheia de visitantes de todo o mundo, principalmente na época de Verão do Hemisfério Norte, entre junho e agosto.

Para os baianos, as paisagens das vilas de pescadores lembram as casas da Gamboa, em Salvador. Essa, inclusive, não é a única similaridade com a capital baiana. As cinco terras também têm ligação muito forte com o mar. Isso reflete na culinária rica em peixes e frutos do mar.

De uma cidade a outra
Devido aos arredores altos e rochosos, Cinque Terre ficava isolada. Não há rodovia e a primeira linha férrea só foi construída há cerca de 100 anos. Isso rendeu às cidades um ar de outra época. É quase que impossível avistar carros nas ruas. Há uma pequena estação de trem em cada vila. Nas estações há tabelas com todos os horários. O passeio de barco pode ser bastante agradável e com vistas deslumbrantes. Mas, a depender do horário, o mar pode estar revolto.

Reconhecimento
Cinque Terre não encantou só os 2,5 milhões de turistas que passaram por lá,  ano passado (número do Parque Nacional de Cinque Terre). Em 1997, o local, assim como Porto Venere e as ilhas de Palmaria, Tino e Tinetto, foram declaradas Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), o reconhecimento foi dado à área por representar uma “interação harmoniosa entre as pessoas e a natureza para construir um local de qualidade cênica excepcional, que ilustra um modo de vida tradicional existente por milhares de anos, e que continua a desempenhar um importante papel socioeconômico na vida da comunidade”.

O ideal é reservar, no mínimo, três dias para poder aproveitar o que cada lugar tem a oferecer. Sem pressa nem maiores preocupações.

Região
A Ligúria é uma região que fica na parte superior da bota da Itália, curvando-se ao noroeste do país em torno do Mar Mediterrâneo e fazendo fronteira com a França. Com cerca de 1,7 milhão de habitantes, ela se divide em quatro províncias: Gênova, Impéria, La Spezia e Savona.

A principal cidade da região é Gênova. Lá, além de italiano, se fala o dialeto genovês. Apesar da maioria dos que falam a língua ser mais velhos, entre uma caminhada e outra, é possível ouvir conversas de jovens também. Alguns, inclusive, afirmam que a pronúncia da língua se assemelha ao português do Brasil.

Para aproveitar as cidades, o ideal é ter tempo suficiente para andar, observar o ritmo da vida local, visitar as lojinhas e tomar, ao menos, um gelatto (sorvete, em italiano). Ou vários. Porque o sorvete italiano costuma ser maravilhoso!

Petiscos, pratos principais e bebidas não ficam para trás. Além dos abundantes frutos do mar e do vinho, a Ligúria é a terra de duas das mais famosas iguarias italianas: o molho pesto genovense e a foccacia. O pesto leva manjericão fresco, (uma noz local chamada) pinoli, alho, queijo pecorino e azeite de oliva. Já a foccacia, que fica ótima como entrada, lanche ou no café da manhã, é um pão achatado e leve, geralmente coberto com sal grosso, azeite e alecrim.

Por fim, não esqueça de levar uma roupa de banho. Em Manarola, por exemplo, você pode se banhar numa espécie de piscina natural cercada por rochas. Isso se você tiver coragem, claro. Em comparação com as águas quentinhas do Porto da Barra ou de São Tomé de Paripe, o mar de lá é geladíssimo. Mesmo nas altas temperaturas do Verão.

Conheça cada vila

Monterosso al Mare
Mais conhecida por Monterosso, é a maior das Cinque Terre. Sua paisagem não é tão vertical quanto a das outras, o que é ótimo para quem quer evitar as escadarias. Tem uma bela praia com grande extensão de areia. Combinação perfeita entre cidade antiga e hotéis mais novos.

Vernazza
Muito popular. Tem apenas uma rua principal. Entre as atrações, tem a Igreja Santa Margherita d’Antiochia, construída na beira da água. No topo da montanha, é possível avistar as ruínas de um castelo e o que restou de uma muralha que protegia o local.

Corniglia
Menor vilarejo, único sem acesso ao mar. Fica no alto de um penhasco, com vista privilegiada para o Mediterrâneo. Pôr do sol imperdível.

Manarola
Um pouco mais rústica do que as vizinhas. Extremamente charmosa e menos cheia de turistas. A trilha entre Manarola e Riomaggiore, a Via dell’Amore, é linda. Mas pode estar fechada, a depender do mar e dos ventos.

Riomaggiore
As casas abraçam a montanha do topo até as águas do mar, numa paisagem dramática. É a  mais próxima de La Spezia, que possui uma estação central de trem.

Se oriente

Como chegar 
Brasileiros que viajam para a Itália e pretendem ficar no país por um período de até três meses não precisam de visto algum. Isso também vale para os outros 26 países da União Europeia. Da estação central de Milão, na Itália, dá para pegar um trem que chega a Monterosso em pouco menos de 3 horas. Da estação Piazza Principe, em Gênova, também na Itália, o trajeto dura cerca de 1h20.

Hospedagem
É possível dormir em todas as Cinque Terre, em opções como hotéis, pousadas e albergues. Por causa da alta procura no Verão, os preços podem ser salgados. Uma dica é se hospedar nas cidades próximas da região, que podem ser facilmente acessadas de trem, como Chiavari (33km), Sestri Levante (25km) e La Spezia (8km). Caso a viagem seja mais longa e você esteja em grupo, pode ser uma boa alugar um apartamento em uma dessas cidades.

No Verão
Na estação mais quente do ano, as temperaturas em Cinque Terre podem chegar a 40°C. Então, é sempre importante se hidratar e levar um bom protetor solar. Durante o final do Outono, o Inverno e o início da Primavera, as cidades ficam sensivelmente mais vazias. Porém, muitos estabelecimentos fecham, o que pode não ser tão legal.

Deixe uma resposta

Nota: Os comentários neste website refletem as opiniões de seus autores e não necessariamente a opinião dos editores do Temporadas.Net. Pedimos que não use de insultos, palavrões e expressões vulgares. Reservamo-no o direito de excluir qualquer comentário sem prévio aviso.

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*